Diversos segmentos da economia têm acesso a uma multiplicidade de componentes e plataformas de automação e controle, porém a sua dinâmica de aplicação extensiva e de retorno depende fundamentalmente da conectividade, habilitada por redes cabeadas ou sem fio.

Apesar da cautela necessária para a implementação em larga escala, seja pela indisponibilidade de algumas funcionalidades, como pelas considerações associadas à arquitetura de rede em si.